agosto, 2016

now browsing by month

 

Um dia de cada vez…

Frequentemente precisamos acalmar nossa mente e interromper a agitação ou, pelo menos, esse diálogo interno contínuo a que estamos acostumados, para poder chegar a um estado de serenidade. Uma das consequências do predomínio de nossa mente é que, ao sermos desatenciosos de maneira constante ao presente, nos impede de viverLeia Mais

Um dia de cada vez…

Frequentemente precisamos acalmar nossa mente e interromper a agitação ou, pelo menos, esse diálogo interno contínuo a que estamos acostumados, para poder chegar a um estado de serenidade. Uma das consequências do predomínio de nossa mente é que, ao sermos desatenciosos de maneira constante ao presente, nos impede de viver a realidade que acontece a cada instante,Leia Mais

Estresse ou depressão?

Você  se cuida? Se está com estes sintomas e não consegue se cuidar sozinho, agende uma avaliação terapêutica agora mesmo:        Cel/wats app: (37)99938-8688    

Pânico e agora?

Você conhece alguém que passou pela Síndrome do pânico? Você está com a Síndrome do Pânico? Na postagem anterior citei os tipos de ansiedade e agora vou descrevê-las para que você possa diferenciar cada uma delas. A Síndrome do Pânico é um transtorno caracterizado por intensos ataques de ansiedade e deLeia Mais

Toc…Toc…

https://www.youtube.com/watch?v=yLr0uL78o6E O que é TOC ?  No Transtorno obsessivo compulsivo (TOC), uma pessoa é aprisionada por um padrão de pensamentos e comportamentos repetitivos que não têm sentido, são desagradáveis e extremamente difíceis de evitar. Se o TOC se tornar grave, pode comprometer seriamente as atividades de uma pessoa em casa,Leia Mais

Você é ansioso?

Olá! Acredito que o que vou publicar hoje faz ou fez parte de sua vida em algum momento. Que traz ou lhe trouxe momentos de agitação, tristeza ou medo, impedindo o alcance de  seus objetivos. Vamos então conhecer um pouco sobre a ansiedade: suas causas, tipos, sintomas e também  formasLeia Mais

Que escolhas você anda fazendo?

Para sermos capazes de fazer escolhas próprias, precisamos estar em contato com nossa intuição e com nossas emoções. São elas que nos dizem se somos felizes ou não. Se perdemos o contato com esses referenciais é difícil fazer escolhas – afinal, seremos incapazes de sentir o prazer e a repulsaLeia Mais