A saída da insatisfação

Sair da zona de conforto e encarar o descontentamento pode ser libertador.  Insatisfação, afinal rima com inspiração. Saiba como transformar esse sentimento em estímulo positivo e reinventar a vida para melhor.

Saber identificar o tipo de desagrado é fundamental. A insatisfação é o motor de todas as buscas, a força que conduz à autonomia. Existem dois modelos de insatisfação: a do EGO e da ALMA. A primeira está ligada ao universo da ” criança interior”, relacionado aos primeiros 7 anos de vidas, em que as experiências permanecem no subconsciente, com influência na vida adulta. É aquele “reclamão” , que espera que as coisas aconteçam de determinado jeito, sem se importar com as variantes externas – start ideal para a ansiedade, a raiva, o pessimismo e o desejo do controle.  Na onda destas emoções pode-se entrar no papel de vítima das circunstâncias, agir por impulso e causar estragos na vida. Já  a decepção da alma, o clamor vem do coração e por maior que seja o incômodo, o desejo de encontrar respostas cria uma abertura para o novo se manisfestar e potencializar as chances de uma solução, mesmo que demore um pouco mais. Através disso trabalhamos a paciência, a auto-observação, a criatividade.

Como escapar de sua frustração e impulsionar sua motivação?

Quando conseguimos encarar de frente a insatisfação, vemos a verdade.  Deixar o orgulho de lado e assumir que a vida merece revisão nos dá segurança e atitude positiva perante a vida. Mudança de hábitos pode gerar medo e sair da zona de conforto é um grande desafio.

O silêncio é uma forma para encontrar a melhor resposta para sua insatisfação, que seja através de uma pergunta, uma oração ou até através de uma meditação.

EXPERIMENTE: ” O que em mim, atraiu essa sensação de desagrado? O que realmente faz sentido? Quais as forças devo acionar internamente para mudar minha realidade? O que realmente faz sentido?

O medo de sofrer e não ser amado ou de ter uma relação infeliz como já pode ter ocorrido no passado, nos afasta da felicidade. Não tente adivinhar o futuro, a vida tem caminhos que a mente é incapaz de conceber. A insatisfação não é algo ameaçador. Ao contrário, ela existe para motivar, é a força para a autonomia. Quando um balanço da própria jornada é feito e a insatisfação aparece, as portas da autotransformação se abre. O problema é um só: escapar da frustração que paralisa e pegar impulso da motivação – faísca que não deixa a engrenagem da vida enferrujar. Ter responsabilidade pelas atitudes que nos colocaram naquela situação é a primeira chave para a mudança.

A vida funciona em ciclos. Quando um termina, outro começa. No trabalho, por exemplo, sempre há oportunidade de iniciar uma nova fase, que virá, claro, como muitos desafios. Não ter medo deles e, independentemente da situação, dar o seu melhor, alinha expectativas e resultados.

O medo do fracasso, de não ser feliz e de ser julgado pelos outros nos impede a caminhar em direção à satisfação. O apoio das pessoas queridas sempre será um dos principais incentivadores para quem deseja sair da estagnação imposta por um descontentamento. Assim, é possível enxergar mais claramente que a vida sempre nos espera de braços abertos.

Se você estiver obedecendo seu coração o resultado será confiança, segurança, mais amor e liberdade e isso dará um grande impulso para viver muito mais satisfeito.

Que tal, nas próximas 24 horas, tomar alguma atitude que combata sua insatisfação? Faça um plano, pense em como traçar uma meta e ações para passar para a satisfação. Como dizia Alberth Einstein: ” não há maior evidência de insanidade do que fazer a mesma coisa dia após dia  e esperar resultados diferentes.”

Valorizar cada experiência acaba por gerar um sentimento de gratidão que ajuda a ter mais calma e positividade para lidar com as adversidades futuras. Basta olhar para o lado e para nossa própria história para perceber a importância das conquistas diárias rumo à mudança que queremos.

É um passo de cada vez, um olhar com mais carinho para si mesmo, mente aberta, ações positivas. Boa sorte!!!

Grande abraço

Daiane Silveira


COMPARTILHE COM AMIGOS



Comentários Desativados